Óleo essencial de pinheiro-silvestre selvagem -  10 mL. Certificação biológica na origem - Sul da FRANÇA.

HIDRODESTILAÇÃO DE AGULHAS (FOLHAS)

 

Confira nos links abaixo, alguns artigos científicos sobre as propriedades deste óleo essencial:

 

<https://www.tandfonline.com/doi/abs/10.1080/10412905.2013.860409>

 

<https://bmccomplementalternmed.biomedcentral.com/articles/10.1186/s12906-018-2219-4>

 

Óleo essencial de Pinheiro silvestre SELVAGEM (Pinus sylvestris)

REF: 84
10,50 €Preço
  • Óleo essencial de pequenos colhedores de plantas selvagens - Sul da França, certificado biológico na origem.   

    Pinheiro-silvestre - Pinus sylvestris

    ÓLEO ESSENCIAL DE PINHEIRO SILVESTRE PARA ARTROSE 

    A artrose, ou osteoartrite, (AO) é uma das doenças prioritárias selecionadas pela Organização Mundial de Saúde e, atualmente, consiste na principal causa de incapacidade crônica em idosos. 

    Definida como uma doença articular de natureza multifatorial, manifesta-se quando há perda progressiva da cartilagem articular e inflamação local, fatores que provocam a destruição da cartilagem, perda da função articular e dor. 

    Um estudo realizado em Portugal demonstrou que o α-pineno, princípio ativo do óleo essencial de pinheiro silvestre (Pinus sylvestris), é efetivo para atuar na proteção da cartilagem articular e retardar a progressão da AO.  

    Avaliado em condições laboratoriais em condrócitos (células presentes no tecido cartilaginoso) de pacientes com quadros de degradação articular variados, o constituinte foi avaliado como pré-tratamento. 

    Os resultados apresentados evidenciam as atividades anti-inflamatória e antiosteoartrítica do α-pineno, que atua por meio da modulação das principais vias de sinalização que levam ao desencadeamento da inflamação no tecido cartilaginoso. São elas: a redução da produção de óxido nítrico e a inibição da expressão de metaloproteinases. 

    Quando aplicado na concentração de 200 μg / mL, o α-pineno foi responsável por reduzir a produção de óxido nítrico em 31,5 ± 2,6% a menos, quando comparado as células que não obtiveram tratamento. 

    O óxido nítrico e as metaloproteinases são os principais agentes catabólicos produzidos pelos tecidos cartilaginosos em resposta à lesão tecidual consequente do processo de inflamação. Ambos atuam como importantes mediadores do processo de inflamação e desempenham um papel importante na patogênese da doença. 

    O α-pineno age, portanto, bloqueando a inflamação ao impedir a migração das células inflamatórias entre os tecidos e impedindo a degradação dos tecidos cartilaginosos. Assim sendo, consequentemente, evita a progressão da AO. 

    O pinheiro silvestre é reputado como o mais importante dos pinheiros. O seu óleo essencial é extraído das folhas da planta e possui um aroma fresco, herbáceo e intenso, característico de coníferas, com notas amadeiradas e resinosas ao fundo. As suas atuações anti-inflamatórias e analgésicas lhe fornecem usos especiais para todas as condições da circulação venosa e linfática e também para dores e inflamações do tecido musculoesquelético. 

    O referido estudo ratifica as contribuições do óleo essencial de pinheiro silvestre, rico em α-pineno, para o controle e prevenção da progressao de artrose/osteoartrite. 

    COMO USAR O ÓLEO ESSENCIAL PARA ESSA CONDIÇÃO? 

    O uso tópico de óleos essenciais é indicado para condições agudas como reumatismo, artrite, artrose, dores e tensão muscular. A massagem com óleos essenciais permite que os óleos essenciais penetrem profundamente nos tecidos, de modo difuso e com ação prolongada. A massagem facilita a penetração dos óleos essenciais, entregando-os diretamente onde são mais necessários e permitindo o tratamento local da disfunção, dor ou lesão. A concentração de óleos essenciais para óleos de massagem depende do tipo de massagem e da aplicação. Lavabre (2018) recomenda diluição de 6% para uso tópico em condições agudas. O óleo essencial de pinheiro silvestre apresenta potencial irritativo para a pele e mucosas e não deve ser aplicado puro ou em diluições inadequadas. Para tratamentos adequados, de modo não somente a realizar o emprego adequado de óleos essenciais, como também obter melhores resultados a orientação de um profissional é indispensável. 

    Quer melhorar sua qualidade de vida com os óleos essenciais? 

    Você encontra todos os nossos produtos em:

    www.btiquantum.com

    REFERÊNCIAS:

    FÁBIÁN LÁSZLÓ 

    BAUDOUX, Dominique O grande manual da aromaterapia de Dominique Baudaux - Dominique Baudoux; [Tradução: Mayra Corrêa e Castro], Belo Horizonte: Editora Laszlo, 2018.

    LAVABRE, Marcel. Aromaterapia: A cura pelos óleos essenciais. Marcel Lavabre; [Tardução: Cecília Barbosa], Belo Horizonte: Editora Laszlo, 2018. 

    REZENDE, Márcia Uchôa de; GOBBI, Riccardo Gomes. Tratamento medicamentoso da osteoartrose do joelho. Rev. bras. ortop.,  São Paulo ,  v. 44, n. 1, p. 14-19,  Feb.  2009 .   

    RUFINO, Ana T. et al. Anti-inflammatory and Chondroprotective Activity of (+)-α-Pinene: Structural and Enantiomeric Selectivity. J. Nat. Prod. 2014, 77, 264−269

    TISSERAND, Robert ; YOUNG, Rodney. Essential Oil Safety - E-Book: A Guide for Health Care Professionals. [S. l.]: Elsevier Health Sciences, 2013.

    GERAIS:

    Estamos constantemente conectados. Trocamos likes, cliques e contamos caracteres com a mesma velocidade de um singelo piscar de olhos. Dedos tiquetaqueando sobre os teclados e olhares absortos nas telas, delineiam nossas rotinas, que a cada dia se tornam mais online. 

    Como a Aromaterapia pode nos auxiliar, após permanecermos horas em frente ao computador? 

    Um estudo realizado em 2011, revelou que o acetato de bornila, constituinte comumente presente em óleos essenciais extraídos de coníferas, propicia o relaxamento e reduz o cansaço, após um período contínuo de exposição ao computador.

    Músculos tensionados, má postural corporal, dores de cabeça e fadiga ocular, são alguns dos sintomas experimentados, após longa permanência em frente ao computador.

    O acetato de bornila é um monoterpeno de reconhecidas propriedades sedativas. A partir deste princípio, seus efeitos via inalação foram analisados no comportamento de estudantes universitários, submetidos a atividades realizadas no computador, durante 30 minutos, monitorados para avaliação. 

    Em baixas doses, o constituinte foi responsável por induzir o relaxamento do sistema nervoso, através da respiração, reduzindo os níveis de excitação dos participantes, sem comprometer o desempenho das atividades realizadas. 

    O acetato de bornila é capaz de atuar diretamente no cérebro, reduzindo os níveis de ACTH (hormônio adrenocorticotrófico), hormônio produzido em excesso durante períodos de estresse. Atua também no bloqueio da quebra enzimática do GABA, neurotransmissor responsável por uma ação sedativa do sistema nervoso central. 

    QUAIS ÓLEOS ESSENCIAIS PODEM ALIVIAR O CANSAÇO APÓS HORAS NO COMPUTADOR? 

    O acetato de bornila é encontrado na composição química dos seguintes óleos da Laszlo, na porcentagem de:

    - ABETO(ESPRUCE)- NEGRO - 40-42% (1º teor mais alto!!!)

    - ESPRUCE CANADENSE E ABETO SIBERIANO - 30-35% (2º teor mais alto!!!)

    - ABETO PRATA - 20-25%

    - ESPRUCES BRANCO & ABETO BALSÂMICO - 15-20%

    - ABETO DOUGLAS, ABETO DO CÁUCASO, HINOKI - 8-15%

    - PINHEIRO-SILVESTRE - 5-10% 

    Após um dia extenso de trabalho ou estudo é comum nos sentirmos tensos, ansiosos ou estressados. Os óleos essenciais extraídos de coníferas possuem aroma suave e relaxante, purificam o ambiente, revigoram o sistema nervoso, após períodos de fadiga e cansaço, contribuindo ainda para uma boa noite de sono.

BTI Quantum - Grupo BTI Expertise

Shop

Social

ALGARVE

PORTUGAL

btiquantum@gmail.com

  • Facebook
  • YouTube
paypal-logo-payment.png
codigos-iban-bic.jpg

Seja o primeiro a saber:

Newsletter

Parceiros

arte 2.jpg
Laszlo.jpg
Almofariz_Vila.jpg
LOGO duaine kuhn site copy.png
mandala-sem-fundo-300x300.png
ESAN_logo_transparent.png

btiquantum@gmail.com 

+351 932 147 699

© 2019 by BTI EXPERTISE  www.btiexpertise.com